contato@epc.pe.gov.br(81) 3183.7300 facebooktwitterinstagramyoutube

Acompanhe atualizações sobre Covid-19 da Secretaria de Saúde de PE - 16/06

publicado em:16/06/20 1:15 PM CoronavírusSaúde

O número de casos confirmados, de óbitos e de solicitações de vagas de UTI para pacientes com a Covid-19 vêm caindo em Pernambuco desde a segunda quinzena do mês de maio.  Nesta segunda-feira (15.06), a Central de Regulação de Leitos de Pernambuco registrou a menor taxa de ocupação desde o dia 10 de abril, com 87%. O percentual indica que, no momento, há 115 vagas de terapia intensiva disponíveis para o tratamento da doença provocada pelo novo Coronavírus.

Essa taxa de ocupação integra um conjunto de dados consolidados hoje  (15.06) pela Secretaria Estadual de Saúde, que apontam para uma tendência de queda dos indicadores no mês atual. O Ministério da Saúde divide o ano em 52 semanas epidemiológicas. A primeira semana de 2020 teve início no domingo, 29 de dezembro de 2019, e se encerrou no sábado, 4 de janeiro deste ano. O pico de óbitos e casos do novo coronavírus em Pernambuco foi registrado na semana epidemiológica 20 – de 10 a 16 de maio. Já o sistema de saúde teve a maior demanda por leitos de terapia intensiva na semana seguinte, de 17 a 23 de maio.

“Analisando os dados, é possível perceber claramente uma redução nas últimas três semanas. São números importantes, mas precisamos manter a cautela e a responsabilidade na condução dos próximos passos. A epidemia não tem se comportado de maneira uniforme em todo o Estado. Tivemos um aumento de demanda por leitos de UTI no Agreste e Zona da Mata, motivo pelo qual essas regiões não acompanharam a reabertura do varejo nesta segunda-feira, como o restante do Estado”, afirmou o governador Paulo Câmara.

Para estabelecer os gráficos da evolução dos casos, óbitos e demandas de UTI por semana epidemiológica, o Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 utilizou os dados da saúde relativos à data de ocorrência do fato.

“Estamos sendo bem conservadores na avaliação dos dados ao utilizar as informações de casos e óbitos até a semana 23. Não avaliamos a semana 24, encerrada no último sábado, por admitir que os números podem sofrer uma variação significativa, com exames ainda a serem concluídos. Já os dados de solicitações de UTI não sofrem esse atraso, e os indicadores mais recentes estão nas nossas planilhas”, explicou o secretário de Planejamento e Gestão, Alexandre Rebêlo.

Por sua vez, o secretário de Saúde, André Longo, adiantou as próximas etapas do enfrentamento da epidemia. “Teremos ainda a expansão do número de leitos, tanto na Região Metropolitana do Recife quanto no interior, além do aumento na capacidade de testagem e o reforço da mensagem para que as pessoas continuem fazendo o isolamento social e saindo de casa apenas em casos de extrema necessidade. Ainda teremos um tempo longo de convívio com a doença e todos precisamos nos adaptar”, concluiu Longo.

AMPLIAÇÃO DA TESTAGEM –
 O Governo de Pernambuco volta a ampliar o público prioritário para a realização do teste da Covid-19 no Estado. A partir da próxima semana, dia 22 de junho, também terão prioridade para acesso aos exames trabalhadores sintomáticos de serviços essenciais, como supermercados, padarias, farmácias, postos de gasolina, imprensa, bancos, clínicas e hospitais veterinários, além de serviços de assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade. Usuários e profissionais de residências terapêuticas e unidades de acolhimento e Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) 24h e gestantes no pré-natal com sintomas de síndrome gripais também passam a ser incluídos nos grupos prioritários para testagem.

Além disso, os pacientes no pré-operatório de cirurgias eletivas, conforme validação das comissões intra-hospitalares, e pacientes no pré-operatório de cirurgias oncológicas também passam a fazer parte do grupo prioritário. Nesses casos, não é necessário apresentar sintomas de gripe.

O processo de testagem para os profissionais de serviços essenciais será integrado ao aplicativo Atende em Casa e os detalhes serão divulgados ao longo da semana.

Esses novos grupos se juntam aos profissionais de saúde, de segurança e do sistema prisional sintomáticos e seus contatos também com sintomas, além dos reeducandos com sintomas gripais. Também já estão contemplados com essa prioridade, os idosos e os trabalhadores sintomáticos, além dos seus contatos próximos, que moram e atuam em instituições de longa permanência para a população a partir dos 60 anos.

Em coletiva de imprensa online, nesta segunda-feira (15), o secretário André Longo ressaltou que a ampliação da testagem para a Covid-19 tem sido uma das prioridades da gestão estadual. “Essa ampliação só será possível graças à doação de 24 mil testes RT-PCR, que recebemos na semana passada do grupo Unilever, assim como da chegada de um equipamento de última geração, extrator de RNA e processador de RT-PCR, que estamos aguardando e que vai possibilitar a automatização de todo o processamento das amostras no Lacen-PE,  quadruplicando a nossa capacidade de testagem”.

DADOS – A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta segunda-feira (15.06), 246 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados hoje, 143 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 103 como leves. Agora, Pernambuco totaliza 45.507 casos já confirmados, sendo 17.246 graves e 28.261 leves.  Além disso, o boletim registra 28.894 pessoas curadas da Covid-19 no Estado. Desse total, 7.256 são de casos graves e 21.638 casos leves.

Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 168 municípios pernambucanos (tabela 1), além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

Também foram confirmados laboratorialmente 31 óbitos (sendo 16 do sexo feminino e 15 do sexo masculino). Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Recife (10), Olinda (4), Jaboatão dos Guararapes (3), Carpina (2), Abreu e Lima (1), Agrestina (1), Araçoiaba (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Capoeiras (1), Caruaru (1), Catende (1), Ipubi (1), Limoeiro (1), Palmeirina (1), Serra Talhada (1) e Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o Estado totaliza 3.886 mortes pela doença.

Os óbitos aconteceram entre os dias 25 de abril e 14 de junho e os pacientes tinham idades entre 37 e 93 anos. Dos 31 pacientes que vieram a óbito, 22 apresentavam comorbidades confirmadas: diabetes (8), hipertensão (8), doença cardiovascular (3), câncer (2), síndrome demencial (2), doença renal (2), tabagismo/histórico de tabagismo (2), doença de Alzheimer (1), histórico de etilismo (1), doença pulmonar (1), doença hepática (1) e doença do aparelho digestivo (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais estão em investigação pelos municípios.

As faixas etárias são: 30 a 39 (1), 40 a 49 (2), 50 a 59 (4), 60 a 69 (7), 70 a 79 (5), 80 ou mais (12).

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 13.778 casos foram confirmados e 15.089 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde.


Post Tags