contato@epc.pe.gov.br(81) 3183.7300 facebooktwitterinstagramyoutube

Confira o Boletim Covid-19 da Secretaria de Saúde de PE | 18/06

publicado em:19/06/20 1:24 PM CoronavírusSaúde

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta quinta-feira (18.06), 1.180 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados hoje, 152 (13%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 1.028 (87%) como leves. Agora, Pernambuco totaliza 48.626 casos já confirmados, sendo 17.718 graves e 30.908  leves. Além disso, o boletim registra 31.703 pessoas curadas da Covid-19 no Estado. Desse total, 7.785 são de casos graves e 23.918 casos leves.

Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 172 municípios pernambucanos (tabela 1), além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

Também foram confirmados laboratorialmente 48 óbitos (sendo 27 do sexo masculino e 21 do sexo feminino). Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de  Águas Belas (3), Amaraji (1), Belo Jardim (1), Cabo de  Santo Agostinho  (1), Carnaíba  (1), Carpina (2), Chã Grande (1), Gameleira (2), Garanhuns (1), Ipojuca (1), Itambé (1), Jaboatão dos Guararapes (11), Limoeiro (1), Nazaré da Mata (1), Olinda (1), Paulista (1), Petrolina (2), Recife (12), Rio Formoso (1), Santa Cruz do Capibaribe (1), São Joaquim do Monte (1), além de 1 morte de pessoa de outro Estado. Com isso, o Estado totaliza 4.057 mortes pela doença.

Os óbitos aconteceram entre os dias 25 de abril e 17 de junho e os pacientes tinham idades entre 20 e 96 anos. Dos 48 pacientes que vieram a óbito, 37 apresentavam comorbidades confirmadas: diabetes (20), doença cardiovascular (13), hipertensão (10), doença renal (5), tabagismo/histórico de tabagismo (5), doença respiratória (3), doença neurológica (3), obesidade (3), câncer (2), doença hematológica (1), doença hepática (1), Parkinson (1), AVC (1), doença vascular (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Seis não possuíam doenças pré-existentes e os demais estão em investigação pelos municípios.

As faixas etárias são: 20 a 29 (2), 30 a 39 (2), 40 a 49 (2), 50 a 59 (5), 60 a 69 (12), 70 a 79 (13), 80 ou mais (12).

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 14.239 casos foram confirmados e 16.135 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde.

NOVOS LEITOS – O Sertão pernambucano passou a contar com novos leitos de terapia intensiva para o tratamento de pacientes da Covid-19. A novidade faz parte do processo de readequação do Hospital Professor Agamenon Magalhães (Hospam), localizado  no município de Serra Talhada, atendendo ao plano de contingência do Governo de Pernambuco. A unidade conta, desde a última terça-feira (16.06), com 10 leitos de UTI. Com isso, a região passa a oferecer leitos com maior capacidade de resolução para atender os casos mais graves da doença, ampliando o atendimento especializado na região. Os leitos ofertados no hospital estão sendo regulados por meio da Central de Regulação de Leitos do Estado.

“Desde o início da pandemia, temos um compromisso com a abertura de leitos para garantir a assistência aos pacientes com a Covid-19. Com este que já é o maior esforço sanitário, logístico e de mobilização de recursos humanos da história de Pernambuco, já abrimos 745 leitos de terapia intensiva e 946 de enfermaria à disposição, totalizando quase 1,7 mil leitos. Destes, 545 estão no interior do Estado. Foi graças a este grande esforço, aliado à contribuição dos pernambucanos que, quando puderam, ficaram em casa e adotaram um isolamento social rígido, que salvamos milhares de vidas e estamos conseguindo diminuir a curva de contágio da doença. Com esta mobilização de todos, também estamos vendo, dia a dia, uma diminuição na pressão sobre a rede de saúde. A ocupação média dos leitos dedicados à Covid-19, que já foi de 91%, hoje está abaixo de 60%. Além disso, no caso da terapia intensiva, que já teve lista com mais de 300 pacientes, hoje a taxa de ocupação dos leitos de UTI está oscilando entre 80 e 83% e com tendência de queda”, destacou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Já no Agreste, em Caruaru, desde o começo da semana, está em funcionamento o hospital de campanha para o tratamento de pacientes com a Covid-19. O serviço fica localizado em terreno anexo ao Hospital Mestre Vitalino (HMV). A estrutura já conta com 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria, ativos. A expectativa é que a unidade atinja, nas próximas semanas, um total de 100 novos leitos. O Hospital Mestre Vitalino ainda conta com outros 40 leitos de UTI e 30 de enfermaria.

Além da ampliação da oferta de leitos no Hospital Professor Agamenon Magalhães, em Serra Talhada, e na estrutura do Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, o Governo de Pernambuco ainda colocou em funcionamento, nesta semana, 10 leitos de enfermaria na Unidade Pernambucana de Atendimento Especializado (UPAE) de Garanhuns, outros 4 de UTI no Hospital João Murilo, em Vitória de Santo Antão, e 40 novos leitos de enfermaria no Hospital Referência Covid-19 – unidade Olinda (Maternidade Brites de Albuquerque). Com isso, já são 1.691 leitos dedicados à Covid-19 em todo o território pernambucano, sendo 745 de UTI.



Post Tags