contato@epc.pe.gov.br(81) 3183.7300 facebooktwitterinstagramyoutube

Confira o boletim Covid-19 da Secretaria de Saúde de Pernambuco - 22/06

publicado em:23/06/20 12:16 PM CoronavírusSaúde

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta segunda-feira (22.06), 381 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados hoje, 250 são casos leves e 131 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 52.494 casos já confirmados, sendo 18.229 graves e 34.265 leves. Além disso, o boletim registra 35.462 pessoas curadas da Covid-19 no Estado. Desse total, 8.361 são de casos graves e 27.101 casos leves.

Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 175 municípios pernambucanos (tabela 1), além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

Também foram confirmados laboratorialmente 18 óbitos (sendo 8 do sexo masculino e 10 do sexo feminino). Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Agrestina (1), Calumbi (1), Camaragibe (1), Garanhuns (2), Gravatá (1), Igarassu (1),

Jaboatão dos Guararapes (2), Limoeiro (1), Paulista (1), Petrolina (1), Recife (4) e Vitória de Santo Antão (1), além de 1 de outro estado. Com isso, o Estado totaliza 4.252 mortes pela doença.

Os óbitos aconteceram entre os dias 08 de maio e 21 de junho e os pacientes tinham idades entre 45 e 85 anos. As faixas etárias são: 40 a 49 (1), 50 a 59 (3), 60 a 69 (6), 70 a 79 (6), 80 ou mais (2).

Dos 18 pacientes que vieram a óbito, 14 apresentavam comorbidades confirmadas: hipertensão (8), diabetes (7), doença cardiovascular (6), obesidade (2), tabagismo/histórico de tabagismo (2), histórico de AVC (1), doença de Alzheimer (1) e câncer (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um não possuía doenças pré-existentes e os demais estão em investigação pelos municípios.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 14.809 casos foram confirmados e 17.295 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde.

NOVOS LEITOS – O governador Paulo Câmara, em visita ao Hospital de Referência Covid-19 Unidade Boa Viagem, o antigo Alfa, anunciou a ampliação do número de leitos de UTI para tratamento da Covid-19. Agora, o centro hospitalar conta com mais 10 vagas, totalizando 70 para Terapia Intensiva, exclusivas para pacientes com diagnóstico da doença. Hoje, esse é o maior Hospital com UTIs para o tratamento do novo coronavírus no Estado.

“É mais uma etapa do nosso trabalho, que busca salvar vidas, além de dotar a Região Metropolitana, o Agreste e também o Sertão, de equipamentos de qualidade como vimos no Alfa. Isso tudo dentro de um planejamento de avançar sempre mais”, explicou o governador.

O gestor aproveitou para agradecer o esforço dos profissionais de saúde que estão na linha de frente deste combate nas Unidades. Só no Alfa, 820 profissionais estão atuando. “Já são mais de noventa dias dedicados exclusivamente a salvar vidas e todo o nosso esforço tem tido êxito dentro de um planejamento adequado, uma estrutura adequada, mas acima de tudo, dentro do trabalho de muitos profissionais de saúde, que têm se dedicado dia e noite  a ajudar Pernambuco a enfrentar essa, que é a maior crise sanitária que o mundo recente já presenciou”, pontuou Paulo Câmara.

O Estado tem hoje 1.713 leitos, sendo 745 UTIs e 968 enfermarias. O Hospital de Referência Covid-19 em Boa Viagem tem 200 leitos, sendo 130 leitos de enfermaria ativos e 70 de UTI. O hospital já registrou 536 altas nesses pouco mais de dois meses de funcionamento.

TESTAGEM – O aplicativo Atende em Casa, além das teleorientações, também auxiliará os municípios pernambucanos no agendamento das testagens para a Covid-19 para o público prioritário para o exame. O objetivo é facilitar o acesso e apoiar os gestores municipais que desejarem aderir a essa funcionalidade. A novidade começa juntamente com a inclusão, nesta segunda-feira (22.06), de novos grupos prioritários para o exame: trabalhadores sintomáticos de serviços essenciais (supermercados, padarias, farmácias, postos de gasolina, imprensa,  bancos,  clínicas e hospitais  veterinários,  além  de  serviços  de  assistência  social e atendimento  à  população  em  estado  de  vulnerabilidade   e   rodoviários); usuários e profissionais de residências terapêuticas e unidades de acolhimento e Centro de Atenção Psicossocial (CAPs) 24h; e gestantes no pré-natal com sintomas de síndrome gripais.

Além disso, os pacientes no pré-operatório de cirurgias eletivas, conforme validação das comissões intra-hospitalares, e pacientes no pré-operatório de cirurgias oncológicas também passam a fazer parte do grupo prioritário. Nesses casos, não é necessário apresentar sintomas de gripe.

Ao todo, 34 cidades já confirmaram a marcação do exame por meio do Atende em Casa. Nesta segunda, o agendamento já estará disponível para 17 localidades, sendo 13 da VI Gerência Regional de Saúde (Geres) – Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manari, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga e Venturosa – e 3 da VIII Geres – Dormentes, Lagoa Grande e Orocó -, todas no Sertão pernambucano, além do Recife. A partir da manhã da terça (23.06), também farão parte da iniciativa outros 17 municípios, sendo 7 da IX Geres (Bodocó, Ipubi, Moreilândia, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade) e 10 da XI (Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada, Triunfo).

Os agendamentos serão realizados de acordo com a sintomatologia do usuário. “Os profissionais dos serviços essenciais e todos aqueles que têm o direito para o exame poderão fazer a marcação por meio do Atende em Casa. Os municípios disponibilizarão a agenda de suas unidades de saúde e o paciente será referenciado para o serviço mais próximo de sua casa, de acordo com o exame preconizado para o caso, que pode ser o RT- PCR, indicado para o início dos sintomas, ou o teste rápido”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo. Os municípios que não aderirem ou que ainda não estão com essa funcionalidade ativa podem realizar os testes utilizando seus próprios fluxos.

Além dos novos grupos prioritários, a testagem da Covid-19 é voltada aos profissionais de saúde, de segurança e do sistema prisional sintomáticos e seus contatos também com sintomas, além dos reeducandos com sintomas gripais. Também já estão contemplados com essa prioridade, os idosos e os trabalhadores sintomáticos, além dos seus contatos próximos, que moram e atuam em instituições de longa permanência para a população a partir dos 60 anos.

ATENDE EM CASA – Além disso, a partir da tarde desta segunda (22.06), a população de cinco municípios da VII Geres (Belém de São Francisco, Cedro, Serrita, Terra Nova e Verdejante) passam a ter acesso ao Atende em Casa para teleorientações, além de Condado, na XII Geres. Com isso, já são 168 cidades (90,81%) cobertas pela tecnologia, totalizando uma população de mais de 9 milhões de pernambucanos (94,58%).

Com a inclusão de Condado, todos os 10 municípios da XII Geres já são beneficiados com a ferramenta. Além disso, a I (20 municípios), V (21), VI (13), VIII (7), IX (11), X (12) e XI (10) Geres também são atendidas em sua totalidade pela tecnologia, uma parceria entre o Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife.

O Atende em Casa passa orientações para a população com sintomas gripais que busca o serviço on-line, seja para manter o isolamento domiciliar ou, após uma teleorientação feita por profissional de saúde, fazer a busca qualificada por um serviço de saúde mais próximo da sua casa. A ferramenta já conta com mais de 82,4 mil usuários cadastrados. Ao todo, após teleorientação, mais de 9,5 mil pessoas foram orientadas a procurar uma unidade de saúde e mais de 16,7 mil a permanecer em isolamento domiciliar.

O aplicativo, disponível pelo site www.atendeemcasa.pe.gov.br e para smartphones com sistema Android, permite que médicos, enfermeiros ou residentes médicos façam videochamadas e orientações aos usuários. Mais de 100 profissionais de saúde foram treinados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), responsável por coordenar os atendimentos fora do Recife, para atuação no Atende em Casa, reforçando as escalas de plantão. Os profissionais recebem orientações quanto ao uso do aplicativo, protocolos clínicos da Covid-19 e fluxo de atendimento nas unidades de saúde.

LISTA DE MUNICÍPIOS:

I  Geres: Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Chã de Alegria, Chã Grande, Fernando de Noronha, Glória do Goitá, Igarassu, Ipojuca, Ilha de Itamaracá, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista, Pombos, Recife, Vitória de Santo Antão, São Lourenço da Mata.

II   Geres: Buenos Aires, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Limoeiro, Machados, Nazaré da Mata, Orobó, Passira, Paudalho, Surubim, Tracunhaém, Vertente do Lério, Vicência.

III     Geres: Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré, Xéxeu.

IV    Geres: Agrestina, Alagoinha, Altinho, Barra de Guabiraba, Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Camocim, Caruaru, Cupira, Gravatá, Ibirajúba, Jataúba, Jurema, Pesqueira, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria do Cambucá, São Caetano.

V     Geres: Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa de Ouro, Lajedo, Palmerina, Paranatama, Saloá, São João, Terezinha.

VI   Geres: Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manari, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga, Venturosa.

VII  Geres: Belém de São Francisco, Cedro, Salgueiro, Serrita, Terra Nova, Verdejante.

VIII    Geres: Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista.

IX    Geres: Araripina, Bodocó, Exu, Ipubi, Granito, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade.

X   Geres: Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaracy, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira, Tuparetama.

XI    Geres: Betânia, Calumbi, Carnaubeira, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada, Triunfo.

XII        Geres:    Aliança,    Camutanga,    Condado,    Ferreiros,    Goiana,    Itambé,    Itaquitinga, Macaparana, São Vicente Férrer, Timbaúba.

INFLUENZA – Termina no próximo dia 30.06 a campanha nacional de vacinação contra a influenza. Em Pernambuco, já foram imunizadas 2.589.980 de pessoas. Outras 900 mil ainda precisam fazer a proteção contra três tipos da influenza: A(H1N1), A(H3N2) e B. A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) reforça a importância, principalmente, de vacinar crianças de 6 meses a menores de 6 anos (405.831 doses aplicadas – 53,93%) e gestantes (58.910 doses aplicadas – 60,07%), além das mulheres até 45 dias após o parto (10.848 – 67,31%).

“Neste ano, o Ministério da Saúde incluiu novos públicos na vacinação contra a influenza. É importante que a população exerça esse direito, que só trará benefícios a sua saúde. A vacina protege contra três tipos da influenza e evita adoecimentos, internações e até  mesmo o óbito. Essa é uma forma de também evitar a sobrecarga no nosso sistema de saúde neste momento da pandemia do novo coronavírus”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

O gestor ainda reforça a importância das secretarias municipais continuaram praticando as medidas de segurança e higiene nos postos de saúde e criando estratégias para chegar até os seus munícipes. “O público deve ir aos postos de vacinação de máscara, fazer a higienização das mãos e manter o distanciamento. São medidas que já fazem parte do nosso cotidiano e que devem continuar sendo praticadas”, pontua Longo.

Além de crianças, gestantes e puérperas (45 dias após o parto), podem ser vacinados contra a influenza: adultos entre 55 e 59 anos, população indígena, pessoas com deficiência e comorbidades, professores dos ensinos básico e superior, forças de segurança e salvamento (policiais e bombeiros), caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo (motoristas de ônibus e cobradores), portuários, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, trabalhadores de saúde e idosos.

Destaca-se, ainda, a necessidade de levar a caderneta de vacinação para que a dose contra a influenza seja realizada. Os profissionais de saúde ainda devem analisar o documento e, caso haja alguma vacina em atraso, aproveitar para fazê-la.

Além disso, é preciso apresentar documentação que comprove a inclusão nos grupos prioritários. Pessoas com comorbidades ou condições clínicas especiais, por exemplo, devem apresentar prescrição médica. Puérperas devem apresentar comprovação do parto, como certidão de nascimento. Portuários, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo devem apresentar documento comprobatório, como carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de sócio dos sindicatos de transportes ou carteira de habilitação (categorias C ou E). Força de segurança e professores também devem mostrar documentação/contracheque.

No caso de pessoa com deficiência, o Ministério da Saúde sugere apresentar laudos ou declarações médicas, comprovação do Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou documento de aposentadoria.



Post Tags