contato@epc.pe.gov.br(81) 3183.7300 facebooktwitterinstagramyoutube

Confira últimas notícias sobre Covid-19 em Pernambuco

publicado em:3/07/20 12:03 PM CoronavírusSaúde

Do Blog do Governo de Pernambuco 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta quinta-feira (02.07), 1.414 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados hoje, 1.273 (90%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Outros 141(10%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 61.119 casos já confirmados, sendo 19.779 graves e 41.340 leves. Além disso, o boletim registra 41.925 pessoas curadas da Covid-19 no Estado. Desse total, 9.601 são de casos graves e 32.324 casos leves.

Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 178 municípios pernambucanos (tabela 1), além do Arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

Também foram confirmados laboratorialmente 74 óbitos (sendo 31 do sexo feminino e 43 do sexo masculino). Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Água Preta (1), Amaraji (1), Arcoverde (1), Barreiros (1), Belo Jardim (1), Bonito (1), Cabo de Santo Agostinho (3), Cabrobó (1), Caruaru (1), Cupira (1), Frei Miguelinho (1), Glória do Goitá (1), Ipojuca (3), Itapissuma (2), Jaboatão dos Guararapes (12), Jurema (1), Moreilândia (1), Olinda (3), Palmares (2), Paulista (1), Pesqueira (2), Petrolina (1), Recife (20), Sanharó (1), Santa Cruz do Capibaribe (1), São Bento do Una (1), São Joaquim do Monte (1), São José da Coroa Grande (1), São Lourenço da Mata (3), Serra Talhada (1), Xexéu (1), além de 2 óbitos de pacientes provenientes de outros Estados. Com isso, o Estado totaliza 4.968 mortes pela doença.

As mortes registradas no boletim de hoje ocorreram entre 19 de abril e 1º de julho. Do total, 47 mortes (63,5%) ocorreram entre o dia 19 de abril e 28 de junho. As outras 27 (36,5%) ocorreram nos últimos três dias. Os pacientes tinham idades entre 37 e 99 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (2), 40 a 49 (5), 50 a 59 (9), 60 a 69 (17), 70 a 79 (25), 80 anos ou mais (16).

Dos 74 pacientes que vieram a óbito, 53 apresentavam comorbidades confirmadas: diabetes (29), doença cardiovascular (28), hipertensão (20), doença renal (8), obesidade (4), tabagismo/histórico de tabagismo (4), Alzheimer (3), doença respiratória (3), AVC (2), câncer (2), imunosupressão (2), Parkinson (2) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Seis pacientes não apresentavam comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 15.844 casos foram confirmados e 19.378 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Estado foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde.

O Boletim de hoje também traz, em suas páginas finais, detalhamento dos dados dos profissionais de Saúde que contraíram a doença. Até agora, mais de 90% dos infectados já estão curados da Covid-19.

“Isto ressalta o trabalho planejado e comprometido realizado pelo Governo de Pernambuco. Mobilizamos cerca de 10 mil profissionais para a nossa rede direta, entre concursados, contratados e remanejamentos nas unidades. Graças a isto, diferente de outros locais, a força de trabalho da Saúde não foi, em nenhum momento, um impeditivo para abrirmos leitos e para garantirmos a assistência à população. Mais uma vez, registro meu reconhecimento e agradecimento a todos os profissionais de Saúde que atuam na linha de frente – os verdadeiros heróis dessa batalha contra a Covid”,  destacou o secretário estadual de Saúde, André Longo, durante coletiva de imprensa online na tarde desta quinta-feira.

SERRA TALHADA – O secretário estadual de Saúde, André Longo, assinou, nesta quinta-feira (02.07), o contrato de gestão da Organização Social (OS) que irá gerir o Hospital de Campanha de Serra Talhada e o Hospital Geral do Sertão Eduardo Campos. Ambos os serviços ficarão sob responsabilidade do Hospital do Tricentenário, que, nos próximos dias, iniciará a contratação de pessoal e equipagem para colocar as estruturas em funcionamento.

Ao todo, o Hospital de Campanha de Serra Talhada contará com 100 leitos de enfermaria, enquanto o Hospital Geral do Sertão terá 28 de enfermaria e 30 de UTI. “Desde o início da pandemia, o Hospital Professor Agamenon Magalhães, o Hospam, vem prestando assistência à população da região. Agora, com o processo de interiorização da doença, vamos ter novas estruturas para acolher o público, dentro do esforço do Governo de Pernambuco de dotar todas as regiões do Estado de leitos exclusivos para os pacientes suspeitos e confirmados do novo coronavírus”, afirma o secretário André Longo. O gestor lembra que os novos leitos serão abertos gradativamente, até chegar à capacidade máxima.  

“Mesmo com a abertura dessas novas vagas, precisamos continuar chamando a atenção do público para a importância do isolamento social e de continuar seguindo as medidas de higiene e segurança para evitar novos adoecimentos, casos graves e, consequentemente, óbitos. Precisamos frear esse processo de interiorização da doença, diminuindo o grau de transmissibilidade e gerando saúde para os pernambucanos”, pontua Longo.

Além do Hospital de Campanha de Serra Talhada, já está em funcionamento a unidade de Caruaru, com 50 leitos abertos (20 de UTI e 30 de enfermaria). Também está sendo erguido um equipamento em Petrolina, com mais 100 leitos. Juntos, os três hospitais de campanha demandaram um investimento de R$ 4,1 milhões do Governo do Estado para suas montagens.

RESPIRADORES – Além da abertura de leitos na rede estadual, o Governo de Pernambuco também tem auxiliado os municípios na abertura de suas estruturas. Nesta quinta (02.07), foram encaminhados para Ouricuri 5 respiradores e 5 monitores de monitoramento de sinais vitais, que vão propiciar a abertura de novos leitos na cidade. Na última quarta (1º.07), 5 respiradores foram entregues para a gestão municipal de Garanhuns, além e outros 5 para o Hospital Jesus Pequenino, em Bezerros.

Esses equipamentos se somam os 20 respiradores entregues nesta semana para o Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru; e 50 respiradores para Petrolina, sendo 40 para o Hospital Universitário da Univasf e 10 para a Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE). Para o Sertão do São Francisco, foi necessário um comboio de 6 veículos que, além dos respiradores, levaram 100 mil EPIs e diversos equipamentos hospitalares.

“Nosso trabalho tem um olhar restrito para a Saúde, com o objetivo de salvar vidas, sem nenhum viés político.  Toda a estrutura do Governo de Pernambuco, por determinação do nosso Governador Paulo Câmara, está empenhada para garantir a assistência aos pacientes, neste que já é o maior esforço sanitário, logístico e de mobilização de recursos humanos”, ressaltou André Longo na transmissão online de hoje.

INFLUENZA – Acabou, na última terça-feira (30.06), a campanha de vacinação contra a influenza. Em Pernambuco, entre os públicos com meta mínima (90%) de vacinação (crianças, gestantes, puérperas, indígenas, adultos entre 55 e 59 anos, idosos e profissionais de saúde), o Estado conseguiu vacinar mais de 2,2 milhões de pessoas, de um total de mais de 2,4 milhões. Isso significa 92,22% do público.

Juntando com as demais categorias que podem se vacinar, o Estado totaliza 2.792.868 imunizados, de cerca de 3,5 milhões de pernambucanos aptos para tomar a dose. Por orientação do Ministério da Saúde (MS), as doses permanecem nos postos de vacinação para os públicos prioritários da campanha.

“A campanha acabou, mas as vacinas que sobraram continuam nos postos de saúde destinadas a todos aqueles que foram preconizados pelo Ministério da Saúde para esta iniciativa. Continuamos reforçando a importância dessa população ser vacinada para que fique protegida contra três tipos de influenza. Isso vai evitar adoecimentos e uma sobrecarga ainda maior no sistema de saúde neste momento de pandemia da Covid-19”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Apesar da meta geral, ainda há crianças (64,33% do total já foi imunizada), gestantes (72,73%), puérperas (79,32%) e adultos entre 55 e 559 anos (58,85%) a serem vacinados. Trabalhadores de saúde (129,04%), indígenas (100,33%) e idosos (120,78%) já atingiram a meta.

Além desses grupos, podem se vacinar: pessoas com deficiência comorbidades, professores dos ensinos básico e superior, forças de segurança e salvamento (policiais e bombeiros), caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo (motoristas de ônibus e cobradores), portuários, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade.

TELEORIENTAÇÃO – O aplicativo Atende em Casa passa a funcionar para a população de Taquaritinga do Norte, na IV Geres, que possui 28,7 mil habitantes. Com a inclusão, o aplicativo já beneficia 174 municípios (94,05% das cidades pernambucanas), em todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), contemplando 9.341.881 pessoas (97,74% da população de Pernambuco).

O Atende em Casa já conta com mais de 85,7  mil usuários cadastrados.  Ao todo, entre os usuários que passaram por teleorientação com profissional, mais de 9,7 mil pessoas foram orientadas a procurar uma unidade de saúde e mais de 15,1 mil a permanecer em isolamento domiciliar.

O aplicativo, disponível online e para smartphones com sistema Android, permite que médicos, enfermeiros ou residentes médicos façam videochamadas e orientações aos usuários. Mais de 100 profissionais de saúde foram treinados pela SES-PE, responsável por coordenar os atendimentos fora do Recife, para atuação no Atende em Casa, reforçando as escalas de plantão. Os profissionais recebem orientações quanto ao uso do aplicativo, protocolos clínicos da Covid-19 e fluxo de atendimento nas unidades de saúde.

Além da teleorientação e do teleacolhimento, a ferramenta também passou a auxiliar os municípios pernambucanos no agendamento das testagens para a Covid-19 para o público prioritário para o exame. O objetivo é facilitar o acesso e apoiar os gestores municipais que desejarem aderir a essa funcionalidade. Os agendamentos serão realizados de acordo com a sintomatologia do usuário. Os municípios disponibilizam a agenda de suas unidades de saúde e o paciente é referenciado para o serviço mais próximo de sua casa, de acordo com o exame preconizado para o caso, que pode ser o RT- PCR, indicado para o início dos sintomas, ou o teste rápido. Os municípios que não aderirem ou que ainda não estão com essa funcionalidade ativa podem realizar os testes utilizando seus próprios fluxos. A lista completa dos municípios com teleorientação está disponível no site da Secretaria Estadual de Saúde.



Post Tags