contato@epc.pe.gov.br(81) 3183.7300 facebooktwitterinstagramyoutube

Trilhas de Democracia: Como o Movimento Estudantil tem se organizado para garantir as mobilizações durante a pandemia?

publicado em:7/08/20 12:19 PM Trilhas da Democracia

Quando os estudantes voltarão às ruas? Esse é o tema do programa Trilhas da Democracia deste domingo (9). Gabryel Henrici, Secretário Geral da União Nacional dos Estudantes (UNE), e Kelvin Rodrigues, Vice-Presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) em Pernambuco, são os convidados da semana. O programa começa às 19h.

Historicamente o Movimento Estudantil cumpre um papel importante na luta em defesa da democracia e por mais direitos sociais no país, geralmente ocupando a linha de frente das principais mobilizações.  Os estudantes são uma das categorias que mais sente os impactos da pandemia, uma vez que as instituições de ensino foram um dos primeiros setores a suspender as atividades. Atualmente, muito se tem discutido sobre a retomada das aulas em escolas e universidades e o modelo de Ensino Remoto tem sido apresentado como uma solução.

O debate das aulas remotas tem provocado uma reflexão acerca das desigualdades sociais no nosso país e como essas desigualdades foram aprofundadas pela pandemia. O Movimento Estudantil, universitário e secundarista, tem dado o tom dessa discussão e colocado que a situação socioeconômica e psicológica dos estudantes deve ser levada em consideração.

Nesse sentido, o episódio do Trilhas da Democracia, sob a ótica dos estudantes, debate qual o papel que o Movimento Estudantil tem cumprido na atual conjuntura e quais as estratégias utilizadas para que mesmo durante o isolamento social a categoria continue se mobilizando e organizando a luta pela democracia e por mais direitos.



Post Tags